1/05/2006

O tempo volta para trás



Uma foto de 1911 da casa onde vivo. Por esse tempo nascia a senhora avó da minha cara metade e alguns anos mais tarde ela haveria de passar naquela estrava e atravessar a linha férrea junto à casa, a caminho da sua escola que ainda hoje funciona. A casa da avó foi entretanto destruída em nome do progresso quando os caminhos de ferro precisaram de mais espaço (onde se vêm as primeiras casas, à esquerda, estão hoje algumas linhas usadas esporadicamente para o carregamento de mercadorias). Ironicamente, são agora os carris que se preparam para dar lugar a uma nova urbanização que promete redimensionar a área. Se os arranha-céus de 20 e tal andares vierem em 2017 poderá haver na cidade uma nova centralidade. Nessa altura esta não será mais a minha casa.

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

bonita fotografia, e o texto também.

Juca Picareta

1/12/2006 01:42:00 da manhã  
Blogger aNtonio said...

Hei-de depois corrigir o texto, parece que a area vai manter-se assim por motivos historicos. Se eles ate persevam o edificio xungoso da Stora Enso pq é do Aalto (uma abominação)...

Segundo um dos planos a concurso para a área, aquela zona de Helsínquia pode em 2017 ter este aspecto.

1/12/2006 02:01:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

era bom se preservassem espaços assim, tão bonitos. sinceramente não sou muito apreciador de arranha-céus.

Juca Picareta

1/12/2006 10:12:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home