10/11/2005

Amargar ou Agir?

Muitas vezes, dou comigo a comparar o que funciona bem na Finlândia, com o que funciona bem em Portugal. E reparo que em algumas dessas vezes o fiz com amargura. E muitas vezes dou também com outros conterrâneos a amargar as suas reflexões sobre os dois países.

Mas nada disto ajuda. Nada de isto ajuda porque o que está mal não pode jamais ser mudado pela amargura. Enquanto acharmos que nada pode ser mudado, então nada pode ser mudado. Mas enquanto acreditarmos que alguma coisa pode ser mudada, então tudo pode ser mudado.

5 Comments:

Blogger Zé Côdeas said...

Sem dúvida!...Falo com muitos colegas em Portugal e só encontro pessimismo e, quando aparece alguém com ideias novas, é o "bota abaixo", "não vale a pena a chatice", "isso é para os outros"

O mal de Porugal começa pelos próprios Portugueses (será este o mesmo povo que descobriu meio mundo?
"E deram novos mundos ao mundo" (Luís de Camões, "Os Lusíadas")

Mas continuamos alegremente a assobiar para o ar como não fosse nada connosco... A culpar os políticos, o cão, o gato, etc, etc...

E não estou a desculpar os (fracos) políticos que temos tido... Já o nosso Camões dizia (para os que dizem que é de outro tempo, eu digo que é extremamente actual) que "o fraco rei faz fraca a forte gente". Com os sinais de facilitismo que são dados (a começar nas nossas escolas...), nem sempre é fácil...

Comece cada um a acreditar (e a esforçar-se) por fazer de Portugal um país melhor, ser mais exigente consigo próprio, exigir aquilo a que tem direito (fazendo-o correctamente e a quem de direito) e aí começaremos a ter um país mais desenvolvido, mais consciente, mais dinâmico.

10/17/2005 12:13:00 da tarde  
Blogger aNtonio said...

Agora estas a amargar com a ideia da incapacidade para agirmos (nós que estamos cá fora) o que quer que seja

10/18/2005 11:41:00 da manhã  
Blogger Zé Côdeas said...

Não, António, refiro-me a todos os Portugueses (independentemente de estarem ou não em Portugal). Sim, porque também existem os que, estando no exterior, pouco fazem... E olha que já andei por essa Europa e vi (e ouvi) várias coisas de que não gostei.

10/22/2005 05:13:00 da tarde  
Blogger aNtonio said...

Desculpa o meu comentário é um pouco obtuso. Dizia eu que o johnny está a amargar (porque afinal tambem ele se queixa, mesmo sendo dos seus patricios) sem apontar quaisquer saidas.

E pergunto eu, como tencionas mudaro país a partir do estrangeiro (sem ironias, digo "dar a tua contribuição").

Eu tenho para mim, que mais do que a nossa forma de ser, amargar é uma estrategia de sobrevivência neste país. Chegas a Novembro e começas a pensar que está frio, são mais 4 ou 5 meses do mesmo, porra... aí dá um certo animo pensar que podia ser pior, podiamos estar naquela choldra..

:))

10/25/2005 12:18:00 da tarde  
Blogger johnny said...

António, eu não me incomodo com 5 meses de frio -não me desanima nada :-)

Quanto à minha "amargura" sobre a armargura, agora estou muito fatigado para responder. Mais tarde respondo ;-)

10/28/2005 04:08:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home